Uma Coisa de Cada Vez – Titãs

 

 

E no final eu acabei não publicando ontem. Infelizmente tanta coisa aconteceu em tão pouco tempo que eu mal tive como pensar em algo. Simplesmente travei. Meu mundo virou de ponta cabeça, coisas boas, coisas ruins, coisas péssimas, tudo acontecendo ao mesmo tempo agora. Sem tempo nenhum pra refletir, só sendo levado pelo que acontece.

Aliás, tem um disco do Titãs com esse nome. Uma das músicas do disco (a que encerra) se chama “Uma coisa de cada vez”, é justamente o que eu estou precisando. Preciso focar em uma coisa apenas. Viver um problema ou uma solução a cada instante. Não consigo nem aproveitar o que está acontecendo de bom, nem ficar com raiva quando acontece alguma coisa ruim. Afinal tudo se sobrepõe e eu fico perdido no meio de um furação que ao invés de me destruir e me levar pra longe, apenas me prende em seu olho. Não me deixando fazer nada a não ser esperar.

Esperar que o tempo passe nunca foi algo que eu soube fazer. Esperar sem agir é sempre algo que não me agrada. Esperar sem pensar pra mim é quase o mesmo que não existir. Aliás, esse é o ponto mais duro de toda essa história. Perdido no meio disso tudo, eu simplesmente nem sei ao certo se existo. Não sei muito o que fazer, porque não consigo pensar.

Assim como a letra da música, composta por apenas dois versos (o primeiro é o título da música e o segundo é o título do disco). Uma repetição longa e de certa forma lógica. É assim que a minha cabeça está nesse momento. Cada uma das coisas que acontece fica parecendo uma daquelas músicas chiclete que a gente ouve e não esquece, mas que também não entende muito bem o que a letra diz, seja porque a letra não diz muito, seja porque a gente não consegue prestar atenção.

E mesmo assim a gente cantarola, sai por ai dizendo os versos mais estúpidos da face da terra. Faz isso sem perceber que faz. E o pior faz isso odiando cada uma das letras e cada nota da canção entoada. No meu caso é assim que me sinto. Porque eu vejo passar diante dos meus olhos um monte de coisas diferentes. Vejo coisas acontecendo e penso que eu deveria poder opinar sobre cada uma delas, infelizmente eu não consigo e isso me irrita.

Assim como esse post está repetitivo. Como eu seu ficasse o tempo todo escrevendo a mesma frase de formas diferentes. Tentando quem sabe fazer com que algo faça sentido para mim. Eu espero realmente encontrar algum sentido. Assim quem sabe eu possa falar de algo com o mínimo de coerência. Além disso, é necessário realmente ter calma. Eu preciso ter calma para resolver algumas das coisas que passam diante dos meus olhos. Nem tudo o que acontece é ruim, mas é necessário ter calma e agir corretamente para que as coisas boas que surgem não se percam.

Nestes últimos dias, eu vivi como se tivessem passado anos, séculos. Conheci gente legal, me empolguei, reencontrei pessoas, fiquei triste, fiquei preocupado, fiquei doente, me curei, até de casa eu praticamente mudei e nem me dei conta disso. Por isso eu saio cantando a música dos Titãs. Uma coisa de cada vez, não precisa ser tudo ao mesmo tempo agora.

Você já passou por uma fase dessas? Prometo um post mais claro no meio da semana, provavelmente eu atrase a postagem para a quinta-feira. Se conseguir limpar um pouco a mente, coloco na quarta. Espero você por aqui.