It’s a Jungle Out There – Randy Newman

Por enquanto, se conseguir fique em casa e se puder ajude quem está passando fome!

E o isolamento social segue firme e forte. Evitando o máximo possível mortes desnecessárias devido a falta de leitos e respiradores nessa pandemia. Todos em casa, pelo menos todos aqueles que podem. Com isso a cidade vazia e um clima pré apocalíptico toma conta de todos. Nunca vi tanto medo nas pessoas. Nunca senti tanto medo no ar. Nunca vi tanto desespero.

E o medo vem de diversos pontos, não só do vírus, mas também da fome e do desemprego. Algo precisa ser feito e me parece que não vai. É preciso entendermos que não existe uma vida mais importante do que a outra. Não é uma escolha tão simples assim. Por isso o medo.

E nesse tempo trancado em casa, é preciso encontrar o que fazer. Estudar, aprender coisas novas, produzir e até escrever, por que não escrever? Voltei a escrita. Tem livro novo chegando por ai. Lanço assim que este inferno todo passar e todos possam circular livremente pelas ruas. Até lá retomo o blog. Faz tempo que não vinha aqui, uns 4 anos. Vivi muita coisa nesse período e no fundo, o que percebi é que acabei mesmo retomando velhos hábitos. Então nada melhor do que fazer algo que me deixa feliz, escrever.

Tenho visto muita coisa nos serviços de streaming, séries e filmes me acompanham em muitos momentos. É preciso de alguma forma manter a sanidade. Uma das séries que tenho visto bastante é Monk. Um personagem que dentro de todas as suas manias tem tudo a ver com o nosso atual momento. Principalmente quando a gente pensa em todos os medos que ele sente.

A música tema, inclusive, pode muito bem servir de trilha sonora para essa fase que o mundo vive. “É uma selva lá fora / Desordem e confusão por toda a parte / Ninguém parece se importar / Bem, me importo! / Hey, quem está no comando aqui? / É uma selva lá forma / Tem veneno no muito ar que nós respiramos. / Você sabe o que tem na água que você bebe? / Bem, eu sei, e isso é assombroso!”.

É isso que vivemos desordem e confusão e medo. E no momento todos parecemos ter transtorno obsessivo compulsivo. Todos querem se proteger e proteger os seus. Todos querem também levar comida para casa e manter seus empregos e salários. Todos queremos fazer a coisa certa e ninguém parece saber que coisa é esta.

No fundo, o que falta é alguém com a perspicácia do detetive. Alguém que consiga juntar os pontos e indicar o melhor caminho a ser seguido, sem procurar culpados, preocupado apenas com a solução. Por enquanto, se conseguir fique em casa e se puder ajude quem está passando fome!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.