Parte Um: Concluída

https://open.spotify.com/playlist/11FRZEQ5YOKDUERq6JcNHp?si=B1x9ap6pRBWEI1DDgVyrmw

E abrindo a série de playlists que recebi para o livro escolhi uma que me fez chorar. Um pouco por não esperar que viesse da forma que veio e muito por me fazer lembrar de uma série de fatos da minha vida. Um período em que praticamente vivi em uma nova família todos os meus fins de semana. E valeu muito a pena!

Só que estes textos não são pra falar de mim. São pra viajar em cima dessas músicas, lembrar de quem a enviou e brincar com as palavras. Nisso o título foi providencial. Parte um: Concluída, quem não vive várias fases em sua vida? Quem nunca encontrou marcos nessas fases indicando início e fim?

E esses marcos muitas vezes são extremamente importantes. Mostram momentos de crescimento, de medo, de angústia e claro, de transformação. E como você mudou nesse tempo todo. Não vou dizer quem me mandou a playlist, se a pessoa quiser ela pode se identificar, mas posso dizer que foi sensacional acompanhar uma série de mudanças em sua vida. Ver o tempo passar e perceber que ele passa muito mais rápido quando a gente é novo. As mudanças são muito mais rápidas e principalmente um minuto tem muito mais valor.

Fico imaginando de modo fictício uma parte um na vida de um jovem qualquer. Qual a conclusão esperada? Qual o desejo do jovem? É o mesmo dos pais? Aliás, o que terá mais peso? É tão difícil passar por essa fase.

Se você é da classe média, provavelmente teve sonhado para si um futuro onde o estudo vai te levar até uma boa universidade. A liberdade de escolha da carreira nem sempre é tão grande quanto deveria, assim como as escolhas das ações. Toda família sonha em ter engenheiros, médicos e advogados. Poucas sonham em ter gente feliz. Você tem que estudar e pronto. Suas habilidades importam menos do que talvez devessem em alguns casos. 

Se é este seu caso, pense nos seus sonhos e converse com sua família. Mas lembre-se é você que vai sofrer as consequências dos atos. Então pense bem no que vai fazer e como vai fazer. Assuma os riscos e cresça! Aliás, crescer é concluir a primeira fase.

Por outro lado, você pode ter nascido na periferia e ser pobre. Cheio de necessidades e sem muitas ilusões. Sem grande chance de sonhar, afinal o mundo não lhe dá muitas opções. Nesse caso, provavelmente você concluiu a parte um cedo demais. Entrou na primeira porta que se abriu e seguiu adiante. Pegou a estrada disponível e a viu como uma realidade possível. Torço pra que num futuro próximo, numa fase 3 ou 4 você possa voltar a sonhar e então fazer as suas escolhas.

Por sorte tem gente que teve a chance de poder ser feliz. Teve a chance de viver o próprio sonho e ver ser concretizado. Você pode dizer que venceu! Concluiu com perfeição e seguiu adiante para o próximo sonho/desafio. E aqui vai um ponto importante, é preciso saber seguir adiante, jogar uma pá de cal no passado e ter forças de admitir que aquilo terminou. Parabéns, você foi capaz disto.

Ao menos é o que consigo ler ao deixar passar música a música. Diferentes ritmos, diferentes tons e mensagens. Como se cada uma marcasse uma coisa que passou e marcou. E aqui confesso, uma delas tocou também em mim. Se a fase um me parece assim tão boa e bem vivida, admito estar ansioso para num futuro próximo ouvir as boas novas vindas de um início da fase 3!